NÃO CONSEGUE ASSISTIR O VÍDEO - COMUNIQUE EM COMERCIALAPLICA@GMAIL.COM

AMO FAZER COMPRAS EM BRECHÓ!!!

PROJETO ÁFRICA

PROJETO ÁFRICA
PLANOS DE AULA

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

EDUCAÇÃO: QUESTÃO DE OPÇÃO (Crônica dedicada ao documentário "A Educação Proibida")

Autora da Crônica: Karen Alessandra Hüsemann
Feedbak do Vice-Diretor “A”, enviado via WhatsApp sobre o documentário “A EDUCAÇÃO PROIBIDA”. Publicada dia 5 de dezembro de 2013 no YouTube: Documentário exposto nesta postagem.

Conversa: (mensagens enviadas seguidamente)

- Bom dia! (06:11, via WhatsApp)

- Assisti uns 30 minutos de apresentação e descobri que não estamos sozinhos. (6:12min. Via WhatsApp)

- Acho muito difícil mudar essa história, as precisamos fazer alguma coisa. (6:13min. Via WhatsApp)

- O problema do estado é que: Quem não está contente deve sair. (6:14min. Via WhatsApp)

- Também passamos pelo mesmo tratamento que os alunos. (6:15min. Via WhatsApp)

- Falamos e não somos ouvidos. (6:16min. Via WhatsApp)

- Nosso sindicato parece concordar com tudo. Não temos representantes. (6:17min. Via WhatsApp)

- O governo dividiu a categoria e cada um. Luta pelo seu ideal. (6:18min. Via WhatsApp)

- O governo, deve querer uma mudança. Assim, todos nós ganhamos. (6:19min. Via WhatsApp)

Diante das resposta que obtive, percebi que deveria escrever algo a respeito. Foi então que surgiu a Crônica "EDUCAÇÃO: QUESTÃO DE OPÇÃO".

Quando resolvi estudar optei por educação.

Eu tinha uma profissão há mais de dez anos, ligada a área de saúde. Para mim, não estava bom. Queria fazer algo mais pela humanidade. Tudo o que eu encontrava geralmente era a fase final do ser humano. Pensei em estar causando efeito maior na vida deles, pois, via chegando muitos formandos sem mentalidades de bom caráter, princípios ou valores razoáveis para tratar de toda a gente. Então, porque não fazer algo que eu possa modificar isso? Foi quando voltei a estudar e me formar cientificamente naquilo que já SOU, pois, dessa forma, posso agir com competência, habilidade e o mais importante, através do meu amor naquilo que faço obter alguma diferença na vida das pessoas.

Há uma autonomia para isso, afinal, sou eu dentro de uma sala de aula e com pelo menos trinta dessas pessoas em cada uma delas. Sei que posso, sei que devo fazer a diferença para eles, independentemente de sistema ou governo. Até mesmo o corpo administrativo não pode me deter. Essa diferença, que poucos a identificam não pode ser detida pois, é algo que só atinge a quem aceita e recebe o bem. Não faz mal a ninguém, nem mesmo ao governo.

Digo mais...

Diretores e coordenadores só não o faz se nada tiver de interesse além do “suborno”. 

A questão de categoria, é balela!

Não preciso estar CONFIGURADA nesta ou naquela categoria e mesmo recebendo o mal, para SER algo diferente na vida de quem não tem nada a ver com isso!

“Luta pela causa de seus filhos”

As pessoas têm medo de falar em amor. Acreditam ser hipocrisia quando digo que amo dar aulas. Explico da forma mais simples e verdadeira: É possível pois, amo àquelas pessoas, as trato como a mim mesma! Amo o ser humano de todas as formas e não há nada que poderá deter o amor que sinto por elas. Sou mãe de três filhos biológicos e meus alunos são também meus filhos. Os vejo assim. Tomo a causa para mim. E uma mãe luta até o fim, pela causa de seus filhos! Essa deveria ser a visão de nossos governantes, essa deveria ser a visão de cada um de nós, em relação ao outro.
A visão maternal é interpretada como “mimo” e a paternal como limite desse “mimo”. Se transpuséssemos esse pensamento para a realidade diria que, as leis e diretrizes são o limite para o amor. Nisso, o resultado é” Guerra”. Como em Hobbs, o homem nasce bom e é corrompido pelas coisas do mundo e é corrompido pelas coisas do mundo que por sua vez lhe retira do seu estado de paz. Ora... Vamos à escola para aprendermos que na vida tudo é disputa. Então, se assinamos contratos de paz é porque estamos em guerra. Assinamos a todo o tempo acordos e mais acordos seja para não entrarmos em uma possível guerra, seja para sair dela!

A imagem dos três macaquinhos representa bem o texto a seguir:







O pior de tudo é quando quem tem autonomia para mudar, se coloca na situação condicional.









Um comentário:

  1. Seria tão bonito se todos pensassem em espalhar amor. Amor não significa dizer sim a tudo; mas o amor é transparente, sincero, leal, bondoso. Independentemente de vc achar bom ou ruim, o que é feito com ou por amor, é o melhor.

    ResponderExcluir

Saudações, caro(a) amigo (a)!
Gostaria muito que você deixasse o seu comentário nesta postagem!
Grata
Karen Hüsemann

Acesse o Canal do Ensino

Acesse o Canal do Ensino

Onde História Estudo Aqui Atinge?

Sugestão de vídeos

Loading...

Notícias do Café História

[1] Notícias:
 Egito Antigo: revelação de espanhóis

Uma missão de arqueólogos espanhóis e egípcios fez uma descoberta em uma tumba no sul do Egito que abre portas à reinterpretação da cronologia faraônica, pois poderia demonstrar que Amenhotep III e seu filho Amenhotep IV, conhecido como Akenaton, reinaram juntos. [Leia mais]

[2] Mural:
 Morre Stuart Hall | Arqueologia

Considerado o pai do multiculturalismo, o sociólogo jamaicano Stuart Hall faleceu hoje aos 82 anos. A notícia foi noticiada nesta segunda-feira, dia 10 de fevereiro de 2014. E mais: Lançada em 1863, a Revista do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP)está recebendo artigos e outras contribuições em fluxo contínuo. [Leia mais]

[3] Fórum:
 Como avaliar o legado de Stuart Hall?

Participe do nosso mais novo fórum, dedicado ao sociólogo jamaicano falecido ontem, Stuart Hall, considerado o "pai" do multiculturalismo. O título do fórum é: Stuart Hall: como avaliar o seu legado sociológico? [Leia mais]

[4] Livro:
 Memórias da Segunda Guerra Mundial

Em “Memórias da Segunda Guerra Mundial” (em dois volumes), Winston Churchill relata, com uma escrita lúcida e incisiva, as raízes e o desenvolvimento da Segunda Grande Guerra do ponto de vista de quem viveu com intensidade os acontecimentos. Considerada uma obra-prima da literatura do século XX, estas Memórias ultrapassam qualquer gênero e constituem um clássico de leitura obrigatória. [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Memórias de Salinger

Chega aos cinemas brasileiros o documentário de Shane Salermo, intitulado "Memórias de Salinger". O filme conta com a participação de Phillip Seymour Hoffman, Edward Norton John Cusack e muitos outros. [Leia mais]

[6] Documento: 
Propagandas antigas

Propaganda retirada da revista A Lua, edição nº10, conta um pouco mais sobre o ano de 1910. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Hemeroteca de Lisboa

Hemeroteca de Lisboa digitaliza parte de seu acervo e disponibiliza na internet, gratuitamente, milhares de documentos que ajudam a contar mais de três séculos da história da imprensa em Portugal. [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network





1] Notícias:
 Cemitério de escravos no quintal de casa

Em 1996, durante uma reforma, família descobriu ossadas debaixo da casa. A princípio, desconfiou que fossem de cachorros, até encontrarem várias arcadas dentárias humanas. E mais: sítio arqueológico é descoberto atrás da antiga Estação Leopoldina. Relíquias da família imperial estavam no subterrâneo do terreno, numa antiga área de descarte [Leia mais]

[2] Mural:
 Direita e Autoritarismo

Entre os dias 18 a 22 de novembro de 2013, acontecerá nas dependências do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Juiz de Fora, a 30o Semana de História da UFJF: “As Faces de Clio e os Desafios da História”. E confira também: Já se encontra online o novo número da Revista Debater Europa, subordinado ao tema "diálogos europeus", coordenado por Isabel Maria Freitas Valente e Alexandra Aragão. [Leia mais]

[3] Evento:
 Profissão Historiador

Acontece na Fundação Casa de Rui Barbosa, entre os dias 13 e 20 de setembro, um bem-vindo debate aberto sobre a profissão de historiador. [Leia mais]

[4] Nosso Livro:
 O Flautista do Rei

Ex-Ministro do Governo Sarney escreve autobiografia que ajuda a entender uma precisa parte de nossa história [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Rush

Fãs de automobilismo (e do bom cinema) podem comemorar, pois acaba de chegar aos cinemas o filme "Rush - No Limite da Emoção" ("Rush", no original, em inglês), drama dirigido por Ron Howard que conta a história da maior rivalidade já vista na Fórmula 1, entre os pilotos Niki Lauda e James Junt. [Leia mais]

[6] Documento: 
Revolução Francesa

Decreto da Assembléia Nacional francesa estabelece os novos departamentos administrativos da França. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Filosofia - Entrevista

Relembre nossa entrevista com o professor Eduardo Jardim (PUC-RJ). O tema? Filosofia [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network