NÃO CONSEGUE ASSISTIR O VÍDEO - COMUNIQUE EM COMERCIALAPLICA@GMAIL.COM

AMO FAZER COMPRAS EM BRECHÓ!!!

PROJETO ÁFRICA

PROJETO ÁFRICA
PLANOS DE AULA

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Principais aspectos historiográficos das obras de Cada geração de historiadores escreve sua própria representação do passado e, portanto, a historiografia carrega as marcas de seu tempo. No Brasil, a década de 1930 é conhecida como a época das grandes sínteses na historiografia do Brasil, quando surgem três obras básicas (Raízes do Brasil, Casa-grande & Senzala e Evolução Política do Brasil) como reação ao clima mental, social e político da época. Essas obras pretendiam (re)pensar o país, inaugurando uma forma imaginativa e independente de compreendê-lo e interpretá-lo. Baseando-se nessa afirmação, acesse o Fórum e debata com seus colegas e tutor a respeito dos principais aspectos historiográficos das obras de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Júnior.

Cada geração de historiadores escreve sua própria representação do passado e, portanto, a historiografia carrega as marcas de seu tempo. No Brasil, a década de 1930 é conhecida como a época das grandes sínteses na historiografia do Brasil, quando surgem três obras básicas (Raízes do Brasil, Casa-grande & Senzala e Evolução Política do Brasil) como reação ao clima mental, social e político da época. Essas obras pretendiam (re)pensar o país, inaugurando uma forma imaginativa e independente de compreendê-lo e interpretá-lo.

Baseando-se nessa afirmação,temos os principais aspectos historiográficos das obras de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Júnior.



Os autores tem algo em comum quando analisam o Brasil contemporâneo através do desenvolvimento da sua sociedade. As leituras, apenas se diferenciam em suas referências teóricas, do método utilizado e de suas particularidades. Por esta razão o que é percebido é a divergência e confirmação do resultado nos trabalhos de Gilberto Freyre, Sergio Buarque de Olanda e Caio Prado Júnior que se tornam importantes obras para a historiografia nacional ao apresentarem através de seus estudos a temática das origens da sociedade brasileira. 


Casa Grande e Senzala de Gilberto Freyre editada na década de 30 no século passado, apresenta a vida de três raças que é a maior parte da população brasileira - uma mostra de quem constitui a nossa sociedade.
Engajado a esta mostra vem Gilberto Freyre exibindo a mistura entre negro, índio e branco numa imagem positiva, pois para ele, a mistura entre raças é algo do elemento chave na conquista dos trópicos. Freyre percebeu o triunfo da colonização européia. Freyre afirma a miscigenação à colonização como benefício, expões e argumenta questões relevantes para o entendimento da sociedade brasileira.
Portanto, Gilberto Freyre aponta em sua obra uma sociedade cheia de oposição ao expor a escravidão e o intercâmbio sexual, o contraste entre as tres culturas que formam o país e a fusão de doutrinas religiosas. O que pode-se notar claramente em sua obra é uma forte referência ao culturalismo.

Raízes do Brasil, escrita por Sérgio Buarque de Holanda, no ano de 1936. O que o autor descreve nessa obra é bastante claro em relação ao choque entre a tradição e modernidade na sociedade brasileira. Sergio Buarque busca nas raízes da sociedade brasileira, uma explicação para o atraso social e ao mesmo tempo busca hipóteses para uma possível superação para esse retrocesso. Segundo o autor, a sociedade brasileira esta atrelada ao processo de colonização e ao seu legado cultural, político e institucional. Assim, todo o tradicionalismo brasileiro é herança de suas próprias raízes. Sergio Buarque, percebe que o que impedia a modernização advém da herança ibérica.
O autor utiliza dois conceitos para explicar esta situação: O primeiro conceito vem da formação de uma cultura de personalidade, onde na sociedade é atribuído o valor ao indivíduo autônomo e não à organização espontânea, formada pela conexão social. O que se prende a outro predicado que seria a repulsa pelo trabalho. A capacidade reduzida de organização social aumenta a carência na moral do trabalho.
A segunda situação é a questão do espírito aventureiro. Através desse princípio, Holanda exibe a figura do aventureiro e do trabalhador. Par ideal. Para este estudioso a colonização do Brasil fui influenciada pelo espírito do português aventureiro.
O ruralismo seria o terceiro conceito onde a herança ibérica é da família patriarcal. É através dessa herança que o autor propõe a quarta consideração sobre o tradicionalismo brasileiro, o homem cordial. Símbolo da relação social sem formalidade.

Evolução política do Brasil em PDF - Caio Prado aborda questões de um passado colonial e busca sentido histórico na origem da colonização e segue sua análise enfatizando a história do Brasil como um processo particular, que faz parte do processo geral que é a história do mundo moderno.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saudações, caro(a) amigo (a)!
Gostaria muito que você deixasse o seu comentário nesta postagem!
Grata
Karen Hüsemann

Acesse o Canal do Ensino

Acesse o Canal do Ensino

Onde História Estudo Aqui Atinge?

Sugestão de vídeos

Loading...

Notícias do Café História

[1] Notícias:
 Egito Antigo: revelação de espanhóis

Uma missão de arqueólogos espanhóis e egípcios fez uma descoberta em uma tumba no sul do Egito que abre portas à reinterpretação da cronologia faraônica, pois poderia demonstrar que Amenhotep III e seu filho Amenhotep IV, conhecido como Akenaton, reinaram juntos. [Leia mais]

[2] Mural:
 Morre Stuart Hall | Arqueologia

Considerado o pai do multiculturalismo, o sociólogo jamaicano Stuart Hall faleceu hoje aos 82 anos. A notícia foi noticiada nesta segunda-feira, dia 10 de fevereiro de 2014. E mais: Lançada em 1863, a Revista do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP)está recebendo artigos e outras contribuições em fluxo contínuo. [Leia mais]

[3] Fórum:
 Como avaliar o legado de Stuart Hall?

Participe do nosso mais novo fórum, dedicado ao sociólogo jamaicano falecido ontem, Stuart Hall, considerado o "pai" do multiculturalismo. O título do fórum é: Stuart Hall: como avaliar o seu legado sociológico? [Leia mais]

[4] Livro:
 Memórias da Segunda Guerra Mundial

Em “Memórias da Segunda Guerra Mundial” (em dois volumes), Winston Churchill relata, com uma escrita lúcida e incisiva, as raízes e o desenvolvimento da Segunda Grande Guerra do ponto de vista de quem viveu com intensidade os acontecimentos. Considerada uma obra-prima da literatura do século XX, estas Memórias ultrapassam qualquer gênero e constituem um clássico de leitura obrigatória. [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Memórias de Salinger

Chega aos cinemas brasileiros o documentário de Shane Salermo, intitulado "Memórias de Salinger". O filme conta com a participação de Phillip Seymour Hoffman, Edward Norton John Cusack e muitos outros. [Leia mais]

[6] Documento: 
Propagandas antigas

Propaganda retirada da revista A Lua, edição nº10, conta um pouco mais sobre o ano de 1910. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Hemeroteca de Lisboa

Hemeroteca de Lisboa digitaliza parte de seu acervo e disponibiliza na internet, gratuitamente, milhares de documentos que ajudam a contar mais de três séculos da história da imprensa em Portugal. [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network





1] Notícias:
 Cemitério de escravos no quintal de casa

Em 1996, durante uma reforma, família descobriu ossadas debaixo da casa. A princípio, desconfiou que fossem de cachorros, até encontrarem várias arcadas dentárias humanas. E mais: sítio arqueológico é descoberto atrás da antiga Estação Leopoldina. Relíquias da família imperial estavam no subterrâneo do terreno, numa antiga área de descarte [Leia mais]

[2] Mural:
 Direita e Autoritarismo

Entre os dias 18 a 22 de novembro de 2013, acontecerá nas dependências do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Juiz de Fora, a 30o Semana de História da UFJF: “As Faces de Clio e os Desafios da História”. E confira também: Já se encontra online o novo número da Revista Debater Europa, subordinado ao tema "diálogos europeus", coordenado por Isabel Maria Freitas Valente e Alexandra Aragão. [Leia mais]

[3] Evento:
 Profissão Historiador

Acontece na Fundação Casa de Rui Barbosa, entre os dias 13 e 20 de setembro, um bem-vindo debate aberto sobre a profissão de historiador. [Leia mais]

[4] Nosso Livro:
 O Flautista do Rei

Ex-Ministro do Governo Sarney escreve autobiografia que ajuda a entender uma precisa parte de nossa história [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Rush

Fãs de automobilismo (e do bom cinema) podem comemorar, pois acaba de chegar aos cinemas o filme "Rush - No Limite da Emoção" ("Rush", no original, em inglês), drama dirigido por Ron Howard que conta a história da maior rivalidade já vista na Fórmula 1, entre os pilotos Niki Lauda e James Junt. [Leia mais]

[6] Documento: 
Revolução Francesa

Decreto da Assembléia Nacional francesa estabelece os novos departamentos administrativos da França. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Filosofia - Entrevista

Relembre nossa entrevista com o professor Eduardo Jardim (PUC-RJ). O tema? Filosofia [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network